Seguidores

sexta-feira, 16 de outubro de 2009



















*MOINHOS DO TEMPO*

Travessa candeia
Pontal pontalete
Maromba pedrada
Punhal canivete
Bodoque tramela
Gaiola de pau
Espada tacape
Sapé e sisal

Arreio cangalha
Cargueiro de sal
Porteira cancela
E boi no curral
Panela de barro
Tropeiro no fogo
Na vida no jogo
No amor no azar

Bengala pinguela
Senzala favela
Má sorte mazela
Mas sempre sonhar
Coronha bainha
Anzol de pescar
Rajada do vento
Canoa a virar

Jogar capoeira
Tocar berimbau
Menina faceira
Lábio sensual
Graveto barranco
Cipó matagal
Um sonho a mais
Pois é natural

Moinho girando
Engenho a rodar
Monjolo batendo
Pilão pra socar
A vida que chega
Que vem pra ficar
Viola tocando
Pra gente alegrar
Na rede o descanso
Nos braços morenos
Que o tempo é pequeno
Pra gente se amar.


Marçal Filho
                  & LuzileneCarvalho

Itabira MG.

2 comentários:

  1. "MOINHOS DO TEMPO", faz a gente chorar...
    Marçal, você escreve com emoção e sabedoria.
    É prazeroso entrar nesse seu mundo encantado da poesia.

    ResponderExcluir
  2. Amei teu blog,
    Parabéns MArçal...

    ResponderExcluir